chessslife:

Sabe, eu vejo coisas, vejo gente, felicidade, beijos, abraços, animação, amor, paixão, mas o problema é esse. Eu só vejo. O sentir faz falta, o poder tocar, poder mostrar tudo que sinto, olhar nos olhos, segurar as mãos.

Me faz falta ter algo que toque meu coração.

E eu continuo vendo, vendo rostos, vendo casais, vendo abraços, vendo tudo, apenas como espectador. 

chessslife:

Sabe, os problemas muitas vezes não estão na minha falta de vontade de amar. Os problemas se residem na falta de quem realmente amar, seja ele a pessoa que eu vá viver o resto da minha vida, seja um amigo, seja um familia.

Me sinto cada vez mais reprimido, bloqueado, inseguro. Amar está se tornando cada vez mais dificil, cada vez mais complicado, cada vez mais sofrido. Tudo pelo simples motivo que na sua maioria nao existe a reciprocidade.

E doi, doi bastante amar e nao ser correspondido.

chessslife:

E a vida é assim, cheia de cores, luzes, filtros. Quando voce menos espera aparece alguem de um lugar desconhecido e puxa assunto como quem nao quer nada. E esse nada acaba virando algo, esse algo vai crescendo, cresce sem parar. Esse algo vira um tudo, tudo que te faz feliz.

No fim esse tudo acaba se tornando sua vida, seu dia-a-dia, seu motivo para querer andar cada vez mais.

E assim acontece para alguns, mas nao é o meu caso.

chessslife:

Não gosto de escrever, muito menos do que escrevo. O que eu gosto na verdade é de espalhar palavras por ai e esperar que serão notadas.

Como ninguem nota me resta continuar nessa tentativa falha de que alguem queira me ouvir.

Vida Xadrez: É o inicio...

contosdumgaroto:

Inicio da minha vida, das minhas palavras, da minha visão. Vivo uma vida que eu amo, onde gosto das minhas escolhas, dos meus objetivos, sei o que eu quero. Quero viver! Vivo uma vida que odeio, pois nao tenho sucesso em tudo, nao tenho o homem perfeito ao meu lado, nao tenho o que abraçar…

(Source: chessslife)

lances-da-vida asked: seguindo aqui , amei seus textos tudo aqui :D parabéns *-*

Ahh, obrigado.. mas preciso voltar a postar.. faz tempo que nao escrevo nada..

As vezes me pergunto se amar é possível, se não passa de apenas uma mera ilusão do qual acreditamos tão forte que achamos ser real. Me pergunto se um dia eu poderei amar, se eu conseguirei amar, se eu poderei entender o que é amar e principalmente se eu encontrarei a quem amar.

Existe mesmo? Esse tal amor?… Acredito que vou morrer sem saber e na esperança de que ele apareça uma hora para deixar meus dias mais felizes.

Se não aparecer? Vou continuar deitando na minha cama todas as noites desejando que ele exista, sonhando que ele seja possível e acima de tudo com fé de que irei encontra-lo.

Eu mudei

Eu era apenas um menino, um menino perdido no mundo, que dava valor a coisas supérfluas, coisas sem sentido, coisas que não acrescentavam nada em minha vida. O tempo passou, as coisas aconteceram e aos poucos foram me mudando, eu querendo ou não, e essas mudanças acarretaram no meu ou não desenvolvimento. Se isso me ajudou eu não sei, mas sei que não sou mais a mesma pessoa.  Eu era aquele que acreditava que todos e tudo conspiravam pelo amor, que todos ajudavam um aos outros, que independente do problema estariam ali para me ajudar.

O tempo passou e eu me tornei um menino mais perdido ainda, perdido no medo de confiar, no medo de amar, no medo de expressar o que eu sinto. Perdi-me na escuridão dos meus sentimentos, no desespero do meu cotidiano, deixei me assustar pelos problemas, que pareciam sem solução. Continuei me perdendo.

E nesse desencontro fui me conhecendo, fui vendo o que eu era, definindo o que eu queria me tornar. Fui me refazendo no desespero dos problemas, fui me reerguendo, me construindo. Fui novamente modificado.

Até que me encontrei, me encontrei no amor da minha família, no amor que eu recebia em casa, no amor que solucionou aqueles problemas que antes me deixaram perdido, me encontrei em laços que dificuldade nenhuma pode desfazer, em sentimentos que eu não sabia que existiam. Encontrei o amor dentro da minha casa

Porem meu medo ainda era presente, aquele medo das pessoas, aquele medo do mundo. Um medo que não posso falar que superei, ele ainda anda do meu lado, pois as pessoas são imprevisíveis.

E eu mudei, mudei por opção, por vontade, por fatores que me fizeram mudar. Fatores esses que me fizeram perceber que eu não estava sozinho, pois existem aquelas pessoas,  denominada amigos, que estariam do meu lado quando eu precisasse. Fatores que me fizeram ver que a solidão não me levava a nada.

Eu mudei, não sei se para melhor, não sei se foi para o meu bem, mas eu mudei e continuarei nesse confronto diário de opiniões e crenças, de decisões e falhas, pois o mundo muda, nós querendo ou não. Eu mudei pelo amor e espero que esse continue me fazendo feliz, assim como estou.

Até quando isso vai durar? Não sei. Isso é apenas uma fase? Não faço ideia. Só sei que aproveitarei cada segundo e não me arrependerei caso tudo isso mude de novo. Pois descobri que sou forte e consigo me adaptar independente dos problemas.

a-filha-do-poeta-deactivated201 asked: Já sofreu por amor?

Mais do que o necessário..

Chove lá fora, como chove dentro de mim. Queria apenas alguem para tomar banho nessa chuva comigo, que me acompanhe, que me proteja, que cuide de cada sentimento que eu tenho até que ela passe..